Inauguração do Centro de Produção Artesanal

No dia 16 de dezembro de 2014 se inaugurou no Bairro de Ponte Nova, em Bafatá (Guiné-Bissau), o Centro de Produção Artesanal de Panos Tinturados da Associação de Mulheres de Ponte Nova (AMPN).

A inauguração do Centro é parte do Projeto Tchossan Soninké – Projeto Relançamento da Cultura de Tintura Tradicional de Panos em Ponte Nova, que tem como objetivo lutar contra a pobreza e fortalecer a capacidade da AMPN através da redinamização da tintura tradicional de panos.

Na construção vai funcionar também a sede da AMPN, permitindo congregar a produção, exposição e venda por parte das 300 tintureiras, que antes produziam e comercializavam de maneira dispersa. O Centro servirá também como espaço formativo e de diálogo entre membros da Associação e parceiros do projeto.

A infraestrutura integra espaços para escritório, salas para alfabetização e seminários, exposição/venda, confecção de modelos de vestuários, restaurante e armazém. Para a construção, a AMPN cedeu o espaço e o projeto se responsabilizou pela construção, com financiamento da União Europeia.

A Administração do Bairro de Bafatá forneceu apoio institucional necessário, incluindo o processo de atribuição do terreno para a construção do Centro, as infraestruturas de apoio de produção e processo de acompanhamento e avaliação.

Será criado, e capacitado em técnicas de planificação, monitoria e gestão do uso da infraestrutura, um comitê de gestão para garantir a manutenção e durabilidade do Centro. O comitê de gestão criará um sistema de registro e controle dos panos de cada uma das tintureiras.

O Centro de Produção Artesanal de Panos Tinturados vai proporcionar a estrutura necessária para melhorar as condições de trabalho da direção da AMPN, dos técnicos e das tintureiras de panos, que poderão produzir os panos com maior comodidade e qualidade, assim como desenvolver novas técnicas de tintura de pano e melhorar as técnicas já existentes. Ali vão ser ministrados cursos de alfabetização e corte e costura, com a finalidade de dotar as mulheres com competências de escrita, leitura e cálculos, além de aumentar suas habilidades em corte e costura.

O Centro contribuirá significativamente para o aumento e a sistematização dos rendimentos econômicos das mulheres tintureiras de panos de Ponte Nova, aumentando sua participação no sustento da família e contribuindo para a promoção da igualdade de oportunidades laborais entre homens e mulheres. O empoderamento das tintureiras de Ponte Nova poderá servir como um exemplo para que outras mulheres de Guiné-Bissau realizem atividades socioeconômicas.



0 Comentarios
  • Compartir

Quizás también te interese...


Uso de cookies

Este site usa seus próprios “cookies” de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço. Ao navegar ou usar nossos serviços, você aceita o uso de “cookies”. No entanto, você pode alterar as configurações de “cookies” a qualquer momento.

Aceitar